terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Falando (mal) do trabalho do trabalho dos outros - 3

- Pai, por quê o mar é salgado?
- Ora, filho, porque um dia afundou um navio carregado de bacalhau...

A anedota, segundo conta o New York Times, logo deixará de fazer sentido: A Portuguese Tradition Faces a Frozen Future
:

"ÍLHAVO, Portugal — Cod, the salted, cured, dried, smelly kind, may be the closest thing this country has to a national symbol. Bacalhau, as the fish is called here, is to Christmas Eve in Portugal what turkey is to Thanksgiving in America. Treasured since the 16th century, when Portuguese fishermen first brought it back from Newfoundland, it bore the nickname fiel amigo — faithful friend. Its correct preparation is a source of pride, a sign of respect for family values. (...) But the preparation — a ritual of soaking stiff, smelly slabs of fish in cold water that must be changed every few hours for two to three days before cooking — is less romantic than it once was. These days, more and more Portuguese are opting for frozen bacalhau.

"Frozen is the best! Frozen is the future!" said Gonçalo Guedes Vaz, managing director of Rui Costa e Sousa, a major producer of both frozen and traditional bacalhau, at the company's state-of-the-art processing plant in this northwestern port city. "Women have no time to stay home and soak. So we do the job for them. Traditional cod soon will be a thing of the past." (...)"

Bacalhau sem sal, congelado, sem cheiro de bacalhau - é bacalhau? Ora pois, às batatas!

domingo, 14 de dezembro de 2008

Para quem está terminando tese

"Que devo ser eu, eu que penso e que sou o meu pensamento, para eu ser o que eu não penso, para que o meu pensamento seja o que eu não sou?"

(Michel Foucault, As Palavras e as Coisas)

sábado, 6 de dezembro de 2008

Slow Blogging

(Dica do Pedro)

Provavelmente, aderimos involuntariamente ao movimento de Slow Blogging. O bom é que na reportagem há diversos motivos filosóficos, sociológicos e práticos para que se demore um pouco mais a publicar novos posts.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Para brincar de Pollock

Não tem nada a ver com o tema do blog (pelo menos diretamente), mas é bem legal: http://www.jacksonpollock.org/

Não mancha o chão nem as roupas. É só ir clicando e 'mouseando'.
(via Circuito Integrado) .