segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Lições de "gramática" científica

Escrever artigos faz parte do cotidiano de cientistas, independente da área de conhecimento em que desenvolvam suas pesquisas. Ter os artigos publicados, então... Faz parte das exigências e dos indicadores de eficiência de pesquisadores, Programas de Ensino e Centros de Pesquisa. Mas como escrevê-los de forma a respeitar as regras acadêmicas, utilizando linguagem simples e eficiente para comunicar resultados de pesquisas?

Segundo matéria publicada hoje no Boletim da Agência FAPESP, Gilson Volpato tem se dedicado a desvendar e a ensinar as novas regras das publicações científicas, constituídas tanto pelas mudanças epistemológicas em cada área de conhecimento quanto pela transformação nas formas de circulação do conhecimento científico na era pós-internet.

Vale a pena dar uma olhada na matéria, para refletir sobre como escrevemos nossos artigos e a partir de quais mecanismos procuramos conferir "otoridade" científica a eles:

Como não escrever um artigo (por Fábio de Castro, Agência FAPESP, 11/1/2010).

* Se eu tiver um acesso de insanidade diante do tanto de coisa que tenho que fazer e resolver comprar o livro, também venho aqui contar pra vocês!