segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Escolarizando o mundo

Como alguéns generosamente fizeram o trabalho de colocar legendas, compartilho. Vale bem a pena, pelas questões que levanta, pela possibilidade de ter contato com as mulheres maravilhosas e articuladíssimas que aparecem.


Em tempo: embora ache imensamente valiosas todas as reflexões, acho que ela - assim como a discussão sobre a "necessidade inquestionável da escola" - também tem seus limites.  A Pedagogia da alternância está por aí para mostrar que existem outras possibilidades e que, a despeito do sistema escolar ter suas contradições (profundas, que precisam ser encaradas de frente para não cairmos no romantismo fácil da "escola como salvação" e única chance contra a pobreza), a escola, em seu cotidiano concreto, é ainda outra coisa - porque espaço de encontros (e desencontros).

A questão para mim, ainda é se e como a gente consegue escapar das armadilhas em que a educação escolar caiu quando foi colocada em certa economia de relações que restringiu tanto suas possibilidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário